A dieta Paleo – Dieta baseada na época Paleolítica

A dieta Paleo – Dieta baseada na época Paleolítica
4.7 (93.33%) 6 votes

A dieta Páleo pode parecer meio estranha, mas é muito comum entre atletas de Crossfit, a proposta dessa dieta é comer apenas o que se pode caçar, coletar ou tirar da terra; Ou seja, alimentos como o famoso arroz e feijão, trigo e cevada estão excluídos. Segundo seus defensores, a melhor dieta para o homem é aquela praticada pelos nossos ancestrais pré-históricos.  Abaixo texto introdutivo a esse tipo de dieta:

Piramide de alimentos da Dieta Paleo

 

A Dieta Paleo ou Dieta Paleolítica, a dieta mais saudável do mundo - é baseada em comer alimentos saudáveis ​​e dos grupos de alimentos que nossos contemporâneos ancestrais caçador-coletores teriam prosperado durante a Era Paleolítica, ou Idade da Pedra.

A Dieta Paleo é baseada em comer alimentos saudáveis dos grupos de alimentos que nossos ancestrais caçador-coletores teriam prosperado durante a Era Paleolítica, cerca de 2,6 milhões de anos para o início da revolução agrícola, há aproximadamente 10.000 anos atrás. Esses alimentos incluem carnes frescas (de preferência produzidos em grama ou livres pela natureza, carne bovina, carne de porco, cordeiro, aves e carne de caça, se você pode obtê-lo), peixe, frutos do mar, frutas frescas, legumes, sementes, nozes e óleos saudáveis ​​(oliva, coco, abacate, macadâmia, noz e linhaça). Os produtos lácteos, grãos de cereais, leguminosas, açúcares refinados e alimentos processados ​​não faziam parte do nosso cardápio ancestral.

Dieta Paleo

Décadas de pesquisa científicas pelo Dr. Loren Cordain e seus colegas demonstram que os caçadores-coletores tipicamente estavam livres de doenças e doenças crônicas que são epidemia em populações ocidentais, incluindo:

  • Obesidade
  • Doenças Cardiovasculares (doença cardíaca, acidente vascular cerebral, hipertensão arterial, insuficiência cardíaca congestiva, aterosclerose)
  • Diabetes do tipo 2
  • Câncer
  • Doenças autoimunes (esclerose múltipla, artrite reumatoide, doença de Crohn, colite ulcerosa, etc)
  • Osteoporose
  • Acne
  • Miopia (miopia), degeneração macular, glaucoma.
  • As varizes, hemorroidas, divertículos, refluxo gástrico.

A dieta Paleo é baseada dia a dia em alimentos modernos que imitam os grupos alimentares dos nossos pré-agrícolas, ancestrais caçador-coletores. As sete características seguintes são os fundamentos da Dieta Paleo e irão ajudar a melhorar sua saúde, minimizar os riscos de doenças crônicas e perder peso.

 

  1. Maior ingestão de proteína - Proteína compreende em média 15% das calorias na dieta ocidental, que é consideravelmente menor do que os valores médios de 19-35% encontrados em dietas de caçadores-coletores. Carnes, frutos do mar e outros produtos de origem animal representam os alimentos básicos da Dieta Páleo nos dias de hoje.
  2. Baixa ingestão de carboidratos e baixo índice glicêmico - Frutas frescas e legumes representam a fonte principal de carboidrato e irá fornecer a média de 35-45% de suas calorias diárias. Quase todos esses alimentos têm baixos índices glicêmicos que são lentamente digeridos e absorvidos pelo organismo, e não vão elevar o pico de nível de açúcar no sangue.
  3. Aumento da ingestão de Fibras - A fibra dietética é essencial para uma boa saúde, e apesar do que nos dizem,  grãos integrais não são o melhor lugar para encontrá-lo. Vegetais sem amido contêm oito vezes mais fibras do que os grãos integrais e 31 vezes mais do que grãos refinados. Até mesmo as frutas contêm o dobro de fibras que grãos integrais e sete vezes mais do que grãos refinados.
  4. Moderar o alto índice de ingestão de gordura, dominadas pelas monoinsaturadas e poli-insaturadas, com equilíbrio das gorduras Omega-3 e Omega-6 - Não é a quantidade total de gordura na sua dieta que aumenta os níveis de colesterol no sangue e aumenta o risco de doenças cardíacas como o câncer e diabetes tipo 2, mas sim o tipo de gordura. Corte as gorduras trans e o Omega-6  de gorduras poli-insaturadas na sua dieta e aumente a ingestão de monoinsaturada saudável e Omega-3,  que eram os principais pilares da dieta da Idade da Pedra. Grandes estudos recentes com a população, conhecidos como “meta análises” mostram que as gorduras saturadas têm pouco ou nenhum efeito adverso sobre o risco de doença cardiovascular.
  5. Alta ingestão de potássio e baixa ingestão de Sódio – Alimentos frescos e não processados contêm naturalmente de 5 a 10 vezes mais potássio do que de sódio, e os ‘homens das cavernas’ foram adaptados para essa relação. O potássio é necessário para o coração, rins e outros órgãos funcionarem corretamente. Baixa ingestão de potássio está associada com pressão arterial alta, doença cardíaca e acidente vascular cerebral - os mesmos problemas ligados ao excesso de sódio na dieta. Hoje, o americano médio consome cerca de duas vezes mais sódio como potássio.
  6. Dieta alcalina que equilibra o ácido dietético - Após a digestão, todos os alimentos apresentam um ácido líquido ou carga alcalina para os rins. Produtores desses ácidos são carnes, peixes, grãos, legumes, queijo e sal. Uma vida inteira de ácido dietético excessivo podem promover a perda óssea e muscular, pressão arterial elevada e aumento do risco de pedras nos rins, pode agravar a asma e a asma induzida pelo exercício.
  7. Maior ingestão de: Vitaminas, minerais, antioxidantes e fitos químicos de plantas - Os cereais integrais não são um bom substituto para as ervas produzidas, carnes livres ou frutas e vegetais, como eles não contêm vitamina C, vitamina A, ou vitamina B12. Muitos dos minerais e algumas das vitaminas B dos grãos integrais que contêm, não são bem absorvidos pelo organismo.

Então, o que você deve comer na dieta Paleo?

Comer:Carnes livresPeixe / frutos do mar

Frutas frescas e vegetais

Ovos

Nozes e sementes

Óleos saudáveis ​​(azeite, nozes, semente de linhaça, macadâmia, abacate, coco)

Não comer:Grãos de cereaisLeguminosas (As leguminosas são os grãos produzidos em vagens: feijões, lentilha, grão-de-bico, soja, ervilha, fava e amendoim)

Laticínios

Açúcar refinado

Os alimentos processados

Sal

Óleos vegetais refinados

Dicas fáceis de manter a dieta Paleo parte de seu dia a dia e sua rotina:

  • No café da manhã, faça um omelete:  Refogue a cebola , pimentão , cogumelos e brócolis no azeite , acrescente cubos de peru ou peito de frango.
  • Almoços Paleo são fáceis. No início da semana, fazer uma grande salada com o que quiser. Um bom ponto de partida pode ser verduras, espinafre, rabanete, pimentão, pepino, cenoura, abacate, nozes, amêndoas e maçãs ou peras em fatias. Guarde a salada em um grande recipiente lacrado. Todas as manhãs preparar uma única porção dessa grande salada, em seguida, misture com a carne (carne moída, fatias de carne, frango, peru, pedaços de carne de porco , etc.) ou de frutos do mar a sua escolha (salmão, camarão , atum, ou qualquer peixe fresco ou frutos do mar) . Misture com o azeite e o suco de limão e você está pronto!!
  • Para o jantar, tente spaghetti squat (Um tipo de macarrão vegetal, um tipo de abóbora muito comumente usada nos EUA, sua polpa tem a aparência quase idêntica a de um macarrão convencional, foto abaixo) como um substituto para qualquer receita de MASSA. Cubra com pêsto, marinara e almôndegas.
    Spaguett Squat, ou Abobora Espaguete

    Spaguett Squat, ou Abobora Espaguete

  • Beterraba assada e seus derivados fazem um grande acompanhamento para carne de porco. Aspargos, brócolis e espinafre podem ser cozidos no vapor rapidamente. Salmão, linguado, ou outros filés de peixe fresco grelhados no alumínio, acompanham muito bem com cortes de legumes com azeite e alho.
  • Amoras e outas Frutas suculentas fazem uma grande sobremesa. Deixe porções separadas de cenouras, aipo, nozes, saladas de frutas, que fazem um excelente lanche rápido

 

Traduzido de: thepaleodiet.com/

No Comments Yet.

Leave a comment

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.